A Involução da Teoria

Em 1859, Charles Darwin (1809–1882) publicou ‘’A Origem das Espécies’’, que enunciou a primeira teoria completa de evolução por seleção natural. Darwin viu a história da vida como uma árvore, com cada ramificação a representar um ancestral comum. As folhas representam espécies modernas e os ramos representam os ancestrais comuns partilhados pelas espécies. Para explicar estas relações, Darwin argumentou que todos os seres vivos estão relacionados e descendem de umas poucas formas ou mesmo só um único ancestral comum, num processo que ele descreveu como “descendência com modificação.”
Passaram-se cerca de 150 anos e as ideias de Darwin continuam sendo motivo de discussão. Nem o tempo foi eficaz o bastante para transformar a teoria em projeto de vida ou em realidade.
Não vejo as ideias de Darwin com rancor, nem penso que se constituam problema para quem realmente crê. Não podemos esquecer que ele cumpriu seu papel como cientista. Pode-se falar muito coisa sobre Charles Darwin, só não ouvi dizer que tenha sido irresponsável e indolente. Andou, pesquisou, viajou por ai com o objetivo de provar suas teorias. Discutiu e foi discutido e agora encara o destino de todos os mortais, a saber, a morte.

Vejo com muita seriedade e serenidade também que de certa forma procuro fazer o mesmo com as ideias que norteiam minha mente, que consequentemente baseiam a minha fé. Nem sempre foi assim.
Entretanto de 26 anos para cá tenho ido daqui para lá pregando o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo com a mesma paixão de quem pensa ter descoberto a origem da vida. Creio que está em Cristo esta origem, a bíblia assim me diz. Contudo muitos leem a mesma bíblia observam e analisam os mesmos textos que abalizam minha fé e não conseguem ver nada do que eu vejo. Isto não me tira o estimulo, muito pelo contrario. Encontro lenimento e apoio no Autor Consumador da minha fé e sigo adiante. A diferença entre o que nobre cientista ensinou e o que pregamos, eu , muitos antes de mim e contemporâneos, esta no fato de que a fé, apesar de não poder ser vista ou tocada, não é uma teoria não estando só ao alcance dos sábios, biólogos e cientista, está ao alcance de todos os que forem corajosos o bastante para evoluir de verdade e admitir o inegável.
Um dia quando vier o inevitável fim nos encontraremos e então saberemos de fato o que era teoria e o que era verdade; o que era utopia e o que era revelação. Ate La as discussões perdurarão. Teorias surgirão e caducarão no universo das ideias, no sinistro processo de evolução para involução. Mas a verdade prevalecerá para sempre, sem precisar de retoques ajustes ou novas descobertas. Sem defensores, ela continuara intocada e absoluta, assim eu creio pois a verdade não precisa de mim ou de você pra continuar sendo verdade.