Violência, A Cicatriz que Marca as Gerações do Fim.
Habacuque 1:1-4


Quando abrimos a bíblia no livro desse profeta logo imaginamos uma mensagem de fé genuína, e de fato é! Porém percebo que muitos desprezaram o seu contexto e por isso transformaram a profecia de indignação de Deus contra as más obras dos homens, em uma poesia, fazendo uso apenas dos últimos versículos: Ainda que a figueira não floresça...
Entretanto a realidade terrível em que vivia Habacuque com certeza seria um campo minado para qualquer crente dos nossos dias. Um ambiente hostil em todos os sentidos. Vejam:
• O profeta clamava a Deus e não era atendido
• Via as pessoas morrerem sem “salvação”
• Tinha visões terríveis da iniquidade e opressão vivida pelo povo e não podia fazer nada em relação a isto
• Via a lei se tornar sem efeito e a injustiça prevalecer
• Via o justo sendo vítima do impio
Qualquer crédulo se deixaria levar pelo ceticismo e logo diria: Deus não existe!
Porém o posicionamento do profeta foi se colocar em sua torre de vigia e esperar pelo senhor. Estee livro não possui uma promessa de restauração para seus ouvintes, só os alertava quanto a iminente invasão dos caldeus para os levarem cativos à Babilônia, serem escravizados por 70 anos.
Habacuque que foi contemporâneo de Jeremias só trouxe o veredicto de Deus para a sua terra.
Esse profeta cheio de fé é um sinal para todos que assim como ele, vivendo em um ambiente hostil, possa confiar naquele que tudo vê, mas julga no tempo determinado; ouve os seus, mas responde em tempo oportuno; habacuque é um modelo para a igreja, sem acrescentar ou diminuir.
Percebo que a tônica desse livro é a violência, palavra que aparece 06 vezes em tão poucas linhas.
Entendo que em qualquer sociedade que a lei é frouxa e nem sempre pune a iniquidade, opressão, a impiedade e a injustiça, o fruto dessas coisas gera a violência, e o juízo vem a galope.
No tempo de Noé não foi diferente. As características foram corrupção e violência. Deus os sentenciou e o fim foi drástico.
Nas gerações de Abraão e Ló também (gn.19) com as mesmas características e mesma sentença da parte de Deus
Nos dias atuais, a impiedade, iniquidade em diversos níveis, a injustiça gera a violência.
*faz-se violência às nossas crianças
*faz-se violência aos nossos jovens
*faz-se violência aos nossos idosos
*faz-se violência às nossas mulheres
*faz-se violência aos pobres e necessitados
*faz-se violência ao reino de Deus
Vivemos em um mundo que se tomam o mal por bem, o vil por precioso, o amargo por doce, as trevas por luz e isso não é novo o profeta exortou Judá em tempos remotos com os ais de Deus, Is. 5:20.
O que entendemos por violência:
É um comportamento que induz uma pessoa a causar intencionalmente dano ou intimidação moral à outro ser vivo, objeto e até mesmo contra si próprio; invade a autonomia, a integridade física e/ ou psicológica.
A pior violência é cometida contra se mesmo e anula a justiça de Deus, observem: Mas o que pecar contra mim violentará sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte. pv.8:36
Deus quer de sua igreja um posicionamento firme diante do caos instaurado nesse mundo. Ainda que alguns estejam vivendo o “céu” na terra, nadando em dinheiro, com uma posição política confortável, tendo milhares de pessoas como seus seguidores e até os venerando como se “deuses” ou verdadeiros mensageiros de Deus fossem. Estes homens construíram impérios muitas vezes através da política e da religião. Tentando cristianizar o mundo com suas revelações anti bíblicas e seus poderes miraculosos.
A violência que se faz ao reino de deus tem sido percebida desde o tempo do imperador Constantino (graças a Deus o Reino está dentro de nós e não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no espírito santo, Lc. 17:21, Rm.14:17). Ele tentou sufocar o reino oferecendo um terceiro caminho com novas leis, novas doutrinas, novos dogmas, e para cimentar tudo uma nova bíblia com acréscimos heréticos.
Nos séculos seguintes os resultados desta violência contra a sã doutrina pode ser sentida no declínio moral e espiritual da aqueles que se diziam Igreja de Cristo.
A Reforma protestante veio mudou algumas coisas por algum tempo, mas logo as rédeas se afrouxaram. E mais uma se instaura a confusão entre o verdadeiro e o, pois como nos diz o apostolo Paulo em romanos1: 25 mudaram a verdade de deus em mentira. Um importante detalhe a ser observado é que apesar da aparência de verdadeiro o reino violento das trevas não é referendado Pelo Senhor Jesus. Então que este seja nosso incentivo para fazer o que fez o profeta Habacuque em resposta à crescente violência em seu tempo, colocou-se na brecha e confiou no Senhor, Hc. 2:2.
Senhor se agradou de nos dar o reino, porém nos alertou que desde os dias de João batista até agora se faz violência ao reino, e pela força se apoderam dele (MT.11:12).
Conclusão:
Em tempo de caos cada um deve pelejar pela sua Fe que lhe foi dada de uma vez por todas, confiando naquele que prometeu nos livrar, guardando a Sua Palavra e aguardando a sua Vinda.
Maranata, maranata, ora vem senhor Jesus, salmo 121:1,2
.